Início Esportes COM APOIO DA TORCIDA FORA DE CAMPO, ATHLETIC VENCE SERRANENSE POR 2X0...

COM APOIO DA TORCIDA FORA DE CAMPO, ATHLETIC VENCE SERRANENSE POR 2X0 E VOLTA AO G4

(Imagem: Athletic/Divulgação)

Guilherme Guerra
Especial para o Notícias Gerais 

Com os portões do Estádio Joaquim Portugal fechados, o Athletic Club venceu o Serranense por 2×0 na tarde deste sábado (14), pela sexta rodada do Campeonato Mineiro Módulo II. Com a vitória, a equipe são-joanense se mantém invicta jogando dentro de casa, ganha confiança e volta a figurar na zona de classificação para o quadrangular final. 

Em função da pandemia de coronavírus, a Federação Mineira de Futebol foi acionada pelo Ministério da Saúde e determinou que todos os jogos do Campeonato Mineiro (Módulo I e II) fossem disputados sem a presença de torcedores nas arquibancadas. 

Mas isso não impediu que os fanáticos adeptos athleticanos pudessem demonstrar o apoio que sempre dão ao clube. Como de costume, torcedores se reuniram no ‘‘Camarote do Miro’’, uma varanda da casa vizinha. Já a Torcida Organizada Esquadrão de Aço subiu em um caminhão que estava estacionado no terreno atrás do estádio. Lá de cima, recebeu a equipe são-joanense com bombas e foguetes. Tradicionalmente, cantou músicas próprias da Esquadrão e do Grupo Molejo, mas chamou a atenção quando bradou: ‘‘Corona Vírus, vai se f****, a Esquadrão não tem medo de você’’. 

O jogo

Determinado a se reabilitar após duas amargas derrotas para Pouso Alegre e Tupi, o Athletic entrou focado em conquistar os três pontos. O ínicio de jogo foi truncado e com susto do Serranense. Aos 17 minutos, Thiaguinho recebe um passe no meio de campo, e com um drible de corpo deixa Rayan e Nathan para trás. Em seguida, toca a bola para Jajá invadir a área, driblar o goleiro Jefinho, e mandar para as redes. Porém, a bandeira já havia subido sinalizando o impedimento do camisa 10.

Minutos depois veio o troco. Michael Paulista traz a bola da esquerda pro meio, e dispara da intermediária. A bola quica e quase engana o goleiro Thulio, que espalma para fora. Era o início do confronto entre o camisa 11 athleticano e o arqueiro do time de Nova Serrana. Pouco depois dos 20 minutos de jogo, Ingro é cercado por dois jogadores na linha de fundo, se desvencilha da marcação, cruza para Michael, que, sozinho entre os zagueiros, cabeceia e faz 1×0 Athletic. Em cima do caminhão; cerveja pro alto, sinalizadores acesos e festa mesmo sem saber quem havia marcado, já que pontos cegos atrapalhavam a vista.

Após o gol e a pausa para hidratação, o Athletic continuou pressionando o Serranense. Ágabo e Michael Paulista trocaram passes e deixaram Ingro em condições para finalizar. O camisa 9 encheu o pé canhoto e a bola subiu por cima da meta. Minutos depois, a equipe adversária aparece pro jogo duas vezes e obriga Jefinho a trabalhar. O lateral Gelsinho alçou a bola pra área, o goleiro athleticano sobe mais alto e de soco, coloca pra escanteio. Após a cobrança, Wisley finaliza de fora d’área, a bola desvia, e Jefinho cai pro canto direito fazendo bela defesa. 

No segundo tempo, o confronto entre Michael Paulista e Thulio ganha novo capítulo: o zagueiro Davy recua para Jefinho, que chuta pro campo de ataque. Ingro sobe e dá uma casquinha, deixando a bola limpa para Michael, que fuzila de canhota mandando a bola no ângulo de Thulio, fazendo 2×0 pro Esquadrão de Aço. Novamente o camisa 11 do Athletic vence o ex-colega dos tempos de Nacional Esporte Clube. 

No decorrer da segunda etapa, as chances de gol diminuem, mas as faltas não. Ao todo, 10 cartões amarelos foram distribuídos no jogo. Buscando reverter o resultado desfavorável, o Serranense começa a aparecer mais e consegue um pênalti aos 33 minutos. Davy interceptou um chute de Tom com a mão, e na cobrança da penalidade, Jefinho brilha novamente. Caindo pra esquerda, o arqueiro impede a reação do adversário e decreta a vitória do time de Gustavo Brancão. 

‘‘Não vim aqui de passagem’’

Com a vitória, o Athletic chega a 10 pontos e sobe para o terceiro lugar do torneio. Na segunda feira (16), o Democrata-GV recebe o Betim no Estádio José Mammoud Abbas. Em caso de vitória da Pantera, o Esquadrão cai para o quarto lugar, mas ainda permanece na zona de classificação para o quadrangular final. Na próxima rodada, os comandados de Gustavo Brancão vão até o Parque do Sabiá enfrentar o CAP Uberlândia. 

Ao fim do jogo, Brancão enfatizou a importância da vitória e a dificuldade da competição: ‘’Nós nos fortalecemos onde erramos, pecamos muito na falta de concentração nos últimos dois jogos, e hoje mostramos nossa força. O módulo II é um campeonato traiçoeiro, dentro de casa você é obrigado a estar sempre conquistando a vitória. Independente do placar e do espetáculo, estou aqui para ganhar jogos e conquistar os três pontos’’.  

Em 2019, Gustavo Brancão quase conseguiu o acesso comandando o Serranense, parando nas semifinais. No reencontro com o ex-clube, quando levou a melhor, o treinador afirmou: ‘‘A gente exalta a força do nosso grupo e da nossa torcida. Eu não vim aqui de passagem, não vim aqui pra bater na trave como no ano passado.’’

Questão de honra 

Já a equipe de Nova Serrana, que em 2019 quase conseguiu o acesso ao Módulo I, chega a sua terceira derrota seguida e afunda em crise com apenas uma vitória e 5 pontos conquistados nos 6 jogos. O treinador Gerson Evaristo analisou a situação do clube como triste, mas não enxerga como crise: ‘‘Nós evoluímos em criação, em posse de bola, mas só isso não está sendo necessário para sair dessa situação. Precisamos mudar de atitude e tomar vergonha cara, essa é a verdade’’. 

Na próxima rodada, o Serranense recebe o Guarani de Divinópolis no Estádio do Calçado, em Nova Serrana, necessitando da vitória para começar uma reação. ‘‘Nossa projeção é trabalhar e voltar a vencer, para pelo menos deixar o Serranense no lugar onde começou a competição. Isso é questão de honra’’, completou o treinador. 

FICHA TÉCNICA

Athletic 2×0 Serranense

Gols: Michael Paulista (2x)

Arbitragem: Hieger Tulio Cardoso (árbitro), Ricardo Vieira Rodrigues (assistente 1), Juliana Nascimento da Silva (assistente 2), Luiz Carlos Brum (4º arbítro), Flávio Henrique Coutinho Teixeira (analista de campo)

Athletic: Jefinho, Fernando, Rayan, Davy, Nathan, Silvano, Arilson, Ágabo, Willian Mococa, Michael Paulista, Ingro. Técnico: Gustavo Brancão.Serranense: Thulio, Felipe, Roger Duarte, Pedro H, Gelsinho, Willian, Wisley, Tom, Jajá, Thiaguinho, Edilson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui